ATELIER FECHADO NO MOMENTO.

Cake designer desde 1989, bolos  deliciosos e extremamente artísticos.
Luiza Ricci é formada em Artes Plásticas pela Faap–Fundação Armando Álvares Penteado–SP.
Foi desenhista de arquitetura. Depois trabalhou alguns anos como professora de artes e desenho geométrico na rede estadual de ensino do estado de São Paulo.
Estudou Direito na Faculdade do Largo São Francisco da USP em 1985 e 1986.
Nos anos 80 preparava todos os doces e o bolo para as festinhas de aniversário dos filhos. As crianças escolhiam o tema que quisessem e assim Luiza criava bolos de baú de pirata, circo, picnic de ursinhos, arca de Noé, guitarra, etc. Surpreendia a avó em seus aniversários sempre com um bolo especial, em formato de cesta de frutas, de andares, com cravos de açúcar, livro de receitas… e assim acabou por se especializar em bolos artísticos finos em qualquer modelo, inteiramente feitos de doce.
Descobriu a técnica de decoração de bolos com pasta americana, por acaso, numa viagem ao exterior, e apaixonou-se, maravilhada com os bolos, docinhos, bonecos, bichinhos e enfeites que podiam ser criados com ela. Nesse tempo a pasta americana, o fondant australiano, era desconhecido no Brasil.
Quando começou a trabalhar com bolos decorados havia uma enorme dificuldade em se conseguir o material apropriado, que não era fabricado no Brasil naquele tempo. Logo descobriu que fazer bolos decorados em São Paulo estava ”fora de moda”!
Nem açúcar impalpavel havia, nem corantes em pasta…
Conseguiu livros e revistas em inglês e espanhol que ensinavam a fazer bolos decorados com esta nova técnica, e foi modificando e adaptando as receitas para o clima do Brasil e ao gosto dos brasileiros.

Teve duas professoras excelentes, a quem é muito grata: Licínia de Campos, com quem aprendeu tudo de culinária, quem lhe apresentou novos conceitos, e a ensinou a criar, adaptar, inovar… e a inesquecível mestra doceira, a famosa confeiteira Dona Sara Barbosa, que foi proprietária de uma confeitaria muito conhecida na rua Augusta, a doceria ”Abelha”, e fazia trabalhos espetaculares em bolos e açúcar na TV, já naquele tempo.
Assim em 14 de agosto de 1989 recebeu a primeira encomenda de bolo decorado. Era um bolo quadrado, coberto com pasta americana, que tinha uma vovó fazendo crochê, sentadinha numa cadeira de balanço, tudo feito de açúcar.

Luiza confeccionava bolos esculpidos nos mais exóticos formatos, noivinhos e bonequinhos personalizados feitos de marzipan e docinhos extremamente artísticos, feitos com ingredientes de qualidade;  sempre decorados com pasta americana , marzipan, creme de confeitar, glacê real de limão.

E assim foi a primeira cake designer a utilizar pasta americana, a pintar bolos e doces com aerógrafo no Brasil.
A novidade foi se espalhando de boca a boca, as pessoas gostaram de seu trabalho e a ajudaram a divulgá-lo em revistas, tv, exposições e feiras gourmet…

Participou de inúmeros programas de tv e até rádio, dando entrevistas ou ministrando aulas de bolos artísticos: entre eles, “Jô Onze e Meia”em 1992, “Bom Dia e Cia”, “Fantástico”, Clodovil,  Amaury Jr., ”Note e Anote”, Otávio Mesquita, “Pequenas Empresas, Grandes Negócios”,etc…
Teve seu trabalho publicado em inúmeros jornais e revistas, tendo tido trabalhos fotografados para várias capas de revista; “Elle”, “Cláudia”,etc…
Seus trabalhos – objetos de açúcar – já apareceram em vários programas: “Filó”, “A Praça é Nossa”, “Sai de Baixo” , Novela “Jamais te Esquecerei”,etc..e em campanhas publicitárias : cigarros LM lights, Leite Condensado Moça, etc.

Bolo decorado feito especialmente para o aniversário do “Programa do Jô” da emissora SBT em 1994.
O bolo é inteiramente comestível, todo feito de bolo recheado, inclusive o boneco do apresentador Jô Soares, que foi criado pela cervejaria Brahma para a Copa do Mundo neste mesmo ano.

Seu primeiro bolo a aparecer na televisão foi na TV Globo, em dezembro de 1989, no programa da Xuxa: a editora Globo encomendou um bolo gigante, esculpido no formato do gibi da Xuxa aberto. O ”gibi bolo” foi feito de bolo de chocolate com recheio de brigadeiro, coberto com pasta americana. Era um gibi perfeito: a editora criou uma história em quadrinhos especialmente para ele, que Luiza pintou com corantes alimentícios nas duas “páginas” abertas do bolo, páginas feitas de bolo coberto com pasta americana.O bolo era tão grande que cada página-bolo foi feita em tabuleiros separados (que depois se juntavam no centro da revistinha aberta) para que pudessem ser transportadas.O bolo foi confecionado em homenagem ao primeiro aniversário do gibi da Xuxa, editado pela editora Globo.

Os bolos deliciosos são confeccionados um a um por Luiza Ricci, com muito capricho, por dentro e por fora.
Os bolos não são feitos apenas com pasta americana… Há bolos tão lindos como os de pasta, mas cobertos com creme, ou com delicioso marzipan, bolos cobertos com o antigo “glacê real” de limão, aquele durinho tipo suspiro, muito utilizado em decoração de bolos antigamente, feito de claras pasteurizadas, limão e açúcar, que muitos apreciam.